quinta-feira, 31 de julho de 2014

Homeopatia leiga 2.

Aula arquivo Dr Luiz DarcyEm aula para os alunos (médicos e farmacêuticos) do Curso de Homeopatia oferecido pela parceria Sociedade Médica de Uberlândia e Prefeitura Municipal, o professor Luiz Darcy Gonçalves Siqueira, do CEHL; abordando um tema de suma importância para a Homeopatia – “Os Obstáculos à Cura”; em determinado momento assim se expressou:

Dr. André Saine, médico homeopata canadense, proferiu uma conferência sobre o tema na Nash Conference in New York City, em 9 de Setembro de 2000, intitulada “As causas dos fracassos em Homeopatia”, da qual destacamos alguns pontos interessantes:image

E isso é muito importante porque quando, na prática alopática, um caso vai mal, o paciente diz que foi falha do médico; mas na prática homeopática ele diz que a Homeopatia não funciona.

Este o meu grande temor: Que aqueles fracassos se multipliquem  devido às “sugestões terapêuticas”  dos homeopatas leigos, já que me parece razoável supor que sua formação total é menos completa que a médica.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Concurso Público - Homeopatia.

Repassando mensagem recebida:

De: ASSOCIAÇÃO MÉDICA HOMEOPÁTICA DO PARANÁ - AMHPR <amhpr@amhpr.org.br>
Data: 17 de julho de 2014 14:56
Assunto: Fw: Concurso Público para Médicos Homeopatas
Figura2

Encaminhamos os próximos Concursos Públicos para Médicos Homeopatas:

Concurso Público para Médico Homeopata em Campinas – SP

Estão abertas as inscrições para provimento de cargo de Médico Homeopata de 01-07 a 18-08-14.

http://amhb.org.br/media/Edital_Medicos_03_DOM.pdf

Concurso Público para Médico Homeopata no Distrito Federal
Estão abertas as inscrições para provimentos de vagas e formação de cadastro reserva de 16/06 a 23/07/14 .

http://amhb.org.br/media/ses_df_edital.pdf

Associação Médica Homeopática do Paraná (AMHPR)
Fone: (41) 3243-3025 (41) 99270787
www.amhpr.org.br

quinta-feira, 17 de julho de 2014

“Jogar o lixo fora”

Dia desses, em família, conversando sobre o “falar brasileiro” surgiu a questão das ambiguidades na língua, tendo sido  citado como exemplo o verbo ganhar nas expressões “ganhar um presente” e “ganhar dinheiro”; afinal de contas, a que o verbo ganhar se refere? A algo gratuito como um presente ou a algo conquistado como um salário?

Essa semana me deparei com um artigo que aborda uma dessas ambiguidades e que traz uma reflexão importante, a qual condensei selecionando pequenos trechos: 

Lixo nos Andes - Agosto 2012

O CONSUMISMO E O GRANDE ERRO DA EXPRESSÃO: "JOGAR O LIXO FORA"

Dentre os vários conceitos errôneos que a modernidade ... têm produzido... tem um... que está contido na expressão: “jogar o lixo fora”. ... Para começar, devo dizer que embora sejamos obviamente seres naturais, a natureza ao contrário do homem, não conhece, não produz e nem admite a existência daquilo que chamamos lixo. ... efetivamente o lixo é um atributo exclusivo, definido e criado pelo Homo sapiens à revelia da natureza e dos mecanismos naturais. ... e a noção que está contida na expressão “jogar fora”, em lugar externo, é uma ilogicidade ... haja vista que ... todo o resíduo que nós produzimos e chamamos de lixo é depositado aqui... Quer dizer, “jogar fora” é algo que não existe,... tudo acontece DENTRO do Planeta Terra.

Luiz Eduardo Corrêa Lima -  24 de maio de 2014.

Para ler na íntegra:  http://www.portaleducacao.com.br/biologia/artigos/57018/o-consumismo-e-o-grande-erro-da-expressao-jogar-o-lixo-fora#!2#ixzz37d2L9qoD

domingo, 13 de julho de 2014

Homeopatia / Seminário.

Cartaz com Programação_2014

Ótima oportunidade para adquirir/ampliar conhecimentos sobre a Homeopatia, uma das terapêuticas integrantes das PICs – Praticas Integrativas e Complementares – em implementação no SUS .

sábado, 5 de julho de 2014

Luz perigosa.

Artigo publicado pelo Boletim EcoDebate alerta para os perigos de uma prática que, por questão de economia, já se tornou rotineira no mundo todo; a substituição de lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes.“Já fora de circulação na Europa, as lâmpadas incandescentes também estão com os dias contados no Brasil. A partir desta terça-feira (01/07), as de 60 watts deixam de ser fabricadas e importadas. As mais fortes já foram proibidas, e as mais fracas sairão de produção em 2015. Se, por um lado, a iniciativa tem por objetivo economizar energia, por outro pode causar danos ambientais e à saúde.

Para que a substituição das lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes seja vantajosa em todos os aspectos, ela precisa vir acompanhada da destinação final correta dos novos modelos, que contêm chumbo e mercúrio. Se simplesmente jogadas no lixo comum, as lâmpadas fluorescentes podem contaminar o ar, o solo e os lençóis freáticos.

O mercúrio e o chumbo são extremamente tóxicos e prejudiciais à saúde. O mercúrio tem um efeito cumulativo no organismo, ataca o sistema nervoso e pode resultar em má formação embrionária, câncer e até morte. O chumbo também causa câncer e ataca o cérebro, os rins e os sistemas digestivo e reprodutor.”                                   LER NA ÍNTEGRA.

Parece que o grande problema é não existirem, ainda, locais de coleta adequados; se você precisa descartar algum produto TENTE AQUI, talvez tenha sorte.

Outro ponto a ser considerado é o efeito nocivo da irradiação que as lâmpadas fluorescentes emitem e, até onde sei, é melhor usá-las em uma distância maior e dentro de uma luminária de vidro, o que aumentaria a proteção.